Imprensa

05/06/17 09:15

Fraude no INSS em Guarapari, no Espírito Santo, passa de R$380 mil

Ex-servidor do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) concedia irregularmente benefícios de aposentadoria no Espírito Santo.

Download

Um ex-servidor do Instituto Nacional do Seguro social (INSS) de Guarapari, no Espírito Santo, foi condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) a devolver para os cofres públicos o equivalente a R$240 mil. Adicionalmente ele deverá pagar, juntamente com um beneficiário favorecido, a quantia de R$ 143 mil.

O servidor do INSS era responsável por coletar documentos e liberar benefícios aos contribuintes. Os procedimentos administrativos ocorriam, no entanto, de forma ilegal, por meio de fraudes em documentação. Havia concessão com base em dados pessoais falsos, recebimento de benefício em lugar de outra pessoa por meio de procuração falsa e fraudes em datas de períodos trabalhados. Também foram apresentados comprovantes falsos de tempo de contribuição em empresas.

Serviço:

Leia a íntegra da decisão: Acórdão 913/2017–Plenário

Processo: 030.652/2014-6

Sessão: 10/5/2017

Secom – RC - SG

Tel: (61) 3316-5060

E-mail: imprensa@tcu.gov.br

Acompanhe o TCU pelo Twitter e pelo Facebook. Para reclamações sobre uso irregular de recursos públicos federais, entre em contato com a Ouvidoria do TCU, clique aqui ou ligue para 0800-6441500