Centro de Altos Estudos em Controle e Administração Pública

Murilo Portugal Filho

Murilo Portugal Filho é bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense, tem diploma em Desenvolvimento Econômico pela Universidade de Cambridge e é mestre em Economia pela Universidade de Manchester, Inglaterra.

Possui sólida carreira construída na área econômica do setor público e em organismos internacionais. Começou em 1973 ao ingressar no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública federal vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Foi assessor na Casa Civil, de 1981 a 1985, e chefe da Assessoria Econômica da Secretaria Geral da Presidência da República entre 1990 e 1992. No cargo, coordenou o programa federal de desregulamentação.

De 1992 a 1996, foi secretário do Tesouro Nacional. Em 1996, Murilo Portugal Filho iniciou sua trajetória internacional, ao assumir o posto de diretor executivo do Banco Mundial. Em 1998 tornou-se Diretor Executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI), no qual permaneceu até 2005, representando Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guiana, Haiti, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago no Conselho de Administração do órgão.

Em março de 2005 retornou ao Brasil para ocupar a secretaria executiva do Ministério da Fazenda onde ficou até março de 2006. Em dezembro de 2006, Murilo Portugal Filho foi contratado pelo FMI para o cargo de vice-diretor geral. Na função, liderou trabalhos em importantes áreas como códigos e padrões internacionais, programa de avaliação do setor financeiro, assistência técnica, treinamento, estatísticas e gestão de dados, recursos humanos e orçamento, além de ser responsável por um portfólio de 81 países membros.

Em março de 2011 deixou o posto no FMI para se tornar o 14º presidente da FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos. Desde 2012 também é presidente da Associação de Educação Financeira do Brasil – AEF Brasil.