Fiscalização e Controle

Conteúdo

Seleção de objetos e ações de controle

As Normas Internacionais das Entidades Fiscalizadoras Superiores (ISSAI) estabelecem que os temas de auditoria devem ser escolhidos a partir do processo de planificação estratégica da entidade fiscalizadora superior (EFS), por meio de análise dos temas potenciais e de pesquisas para identificar riscos e problemas (ISSAI 300/36).

A Secretaria-Geral de Controle Externo (Segecex) e as secretarias de controle externo do Tribunal têm desenvolvido diversas iniciativas com o objetivo de dar mais consistência ao processo de escolha das ações de controle, considerando critérios de materialidade, relevância, risco e oportunidade. Contudo, ainda não havia sido instituído, para uso do conjunto das unidades técnicas, um processo coordenado geral de seleção de objetos e ações de controle a partir da análise de riscos ou da avaliação de problemas.

Diante dessa constatação, grupo de trabalho foi constituído com o objetivo de desenvolver e testar métodos de seleção de objetos de controle e definição de ações de controle com base em risco, com o fim de subsidiar o planejamento das unidades técnicas do Tribunal.

O resultado desse trabalho é apresentado no documento técnico aqui disponibilizado, que visa a orientar as unidades técnicas da Segecex a selecionar objetos e ações de controle e a propor ações de controle e linhas de ação com base em risco, relevância, materialidade e oportunidade. O método desenvolvido preconiza ampla participação, tanto de dirigentes quanto dos auditores de controle externo e prevê, ainda, a possibilidade de participação de especialistas externos.

 

Acesse o documento, clicando no link abaixo:

Orientações para seleção de objetos e ações de controle