InovaTCU

  »Projetos

Programa Reconhe-Ser - Trabalhos Inovadores - Sistema de Análise de Riscos

Descrição

O Sistema de Análise de Riscos (SAR) consiste em uma ferramenta elaborada a partir de um mapeamento de riscos em contratos de obras rodoviárias, a cargo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Neste mapeamento, foram identificados os principais grupos de risco relacionados a irregularidades em obras rodoviárias, tendo como fundamento o histórico de fiscalizações do TCU. Os grupos de risco encontrados estão associados à origem da dotação orçamentária, à competitividade da licitação, à empresa executora, aos parâmetros de custo e prazo dos contratos, e à fiscalização das obras.

As bases de dados de sistemas internos e externos que possuíam informações sobre esses grupos de risco foram avaliadas, permitindo a definição dos possíveis níveis de risco.

O sistema foi elaborado a partir da interligação dessas bases de dados e a mensuração do risco de todos os contratos vigentes (atualmente, existem cerca de 800 contratos ativos e um volume de recursos de, aproximadamente, R$ 51 bilhões).

Este trabalho alinha-se ao Plano Estratégico do TCU para o período de 2015 a 2021, no sentido de intensificar a atuação de controle com base em análise de risco (Objetivo nº 4) e aprimorar o uso da TI como instrumento de inovação para o controle (Objetivo nº 20).

Contexto

Objetivos

O Sistema de Análise de Risco (SAR) foi desenvolvido para aprimorar a escolha das obras fiscalizadas pela SeinfraRodovias no âmbito do Fiscobras. O SAR envolve análise e tratamento de bases de dados da Administração Pública, com o objetivo de identificar riscos em contratos de obras de engenharia do DNIT e antever potenciais desvios de recursos. 

Resultados

O resultado da análise foi exibido graficamente na forma de um painel de informações, que permite ao usuário verificar os contratos do DNIT segundo os indicadores de risco definidos.

Assim, a versão atual do SAR propicia, numa plataforma de fácil visualização, selecionar os objetos a serem fiscalizados no âmbito do Fiscobras não somente por critérios de relevância e oportunidade, mas também, por critérios objetivos de risco, em consonância com o Plano Estratégico do TCU.

Período

Início: 02/01/2015

Fim: 31/05/2015

Unidades

  • STI
  • SeinfraRod

Pessoas

  • FÁBIO AUGUSTO DE AMORIM

  • GUSTAVO HENRIQUE DE OLIVEIRA BORGES

  • NICOLE SILVA DE FREITAS

  • ROSENO GONÇALVES LOPES

Documentos