Educação corporativa

Conteúdo

Instituto Serzedello Corrêa

Escola Superior do Tribunal de Contas da União

O Instituto Serzedello Corrêa (ISC) é a escola de governo do Tribunal de Contas da União (TCU). É assim denominado em homenagem a Innocêncio Serzedello Corrêa, paraense de nascimento, que, como Ministro da Fazenda no período de 31/8/1892 a 30/4/1893, foi responsável pela regulamentação e funcionamento do TCU, cuja autonomia defendeu, não só como órgão que registrasse as despesas, mas, sobretudo, como instituição independente e moralizadora dos gastos públicos.

O propósito do Instituto é desenvolver pessoas para a construção de uma sociedade cidadã. Para isso, promove a capacitação de profissionais do TCU, servidores públicos de outras instituições e cidadãos. Também atua no apoio ao desenvolvimento de pesquisas, ferramentas e metodologias que auxiliem no aprimoramento do controle externo e da Administração Pública, em consonância com a missão institucional do TCU.

Missão do TCU: aprimorar a Administração Pública em benefício da sociedade por meio do controle externo.

Missão do ISC: promover o desenvolvimento pessoal e profissional, a inovação e a gestão do conhecimento para o contínuo aprimoramento do controle e da Administração Pública.

Instituído em 1994 pela Resolução-TCU nº 19, de 09/11/1994, o Instituto tem evoluído em sua atuação na medida em que novos desafios são assumidos pelo Tribunal. O acentuado fluxo de informações que marca os trabalhos de fiscalização, trouxe a necessidade de se aprimorar a gestão do conhecimento. As crescentes expectativas em relação à eficiência, à eficácia e à efetividade dos serviços públicos evidenciou a importância de se investir em soluções inovadoras que garantam melhores resultados ao cidadão. A visão da aprendizagem organizacional como um processo sistêmico levou também à integração da cultura como um elemento que permeia e enriquece todas as atividades institucionais.

Dessa forma, a atuação do Instituto Serzedello Corrêa compreende quatro grandes pilares, de acordo com a Resolução TCU nº 284 de 2016 e com a Portaria ISC nº 8 de 2017 (Regimento Interno do Instituto):

  • Aprendizagem organizacional
  • Gestão da informação e do conhecimento
  • Fomento à pesquisa e à inovação
  • Gestão cultural

Aprendizagem organizacional

O ISC oferece ações educacionais presenciais, semipresenciais e a distância direcionadas a públicos relacionados a diversas dimensões do controle externo. Internamente, os servidores do TCU são capacitados para desenvolver competências técnicas e comportamentais.

Em relação ao público externo, o Instituto oferta cursos que auxiliem, de forma preventiva e pedagógica, na orientação e capacitação de servidores e gestores públicos e na capacitação de cidadãos para o exercício do controle social. O público internacional também é contemplado por ações educacionais, por meio de parcerias.

Para alcançar um número cada vez maior de pessoas, o Instituto tem investido na realização de parcerias e na oferta de cursos a distância por meio de sua página na internet. Além disso, em 2016, foi inaugurada a nova sede do ISC, que, com instalações modernas, tem permitido a ampliação de sua atuação, incluindo a oferta de cursos de pós-graduação lato sensu.

Gestão da Informação e do Conhecimento

A operacionalização e o aprimoramento da gestão do conhecimento e da informação no Tribunal são empreendidos pelo ISC por meio de estrutura especializada, e incluem ações como a criação e organização de serviços e espaços de informação, tais como wikis, comunidades de prática e repositórios digitais no Portal TCU.

Dentro do processo de gestão do conhecimento e da informação, estão inseridas as ações de gestão documental e bibliográfica. A gestão documental busca controlar todo o ciclo de vida dos documentos que circulam cotidianamente dentro da instituição. Já a gestão bibliográfica, realizada pela Biblioteca Ministro Ruben Rosa, é responsável pela preservação da memória institucional e pela gestão de serviços de informação.

Fomento à Pesquisa e à Inovação

O ISC investe em ações que visam estimular e favorecer o desenvolvimento de pesquisa e inovação no TCU, além de fomentar práticas inovadoras na Administração Pública. Em 2015, inaugurou seu Centro de Pesquisa e Inovação (CePI), com a finalidade de fomentar a pesquisa aplicada e coordenar o Laboratório de Inovação e Coparticipação (coLAB-i), primeiro laboratório de inovação em instituições de controle externo no mundo.

No que diz respeito ao fomento à pesquisa e ao estabelecimento de parcerias, o ISC conta também com o Centro de Altos Estudos em Controle e Administração Pública (Cecap). O centro é um órgão colegiado de natureza consultiva e caráter permanente criado para auxiliar o Tribunal na produção e disseminação de conhecimentos relevantes à atuação do controle externo; sugerir ações institucionais para o aperfeiçoamento do sistema de controle e da administração pública; e promover ações de cooperação, estudo e pesquisa, entre outras competências. 

Gestão Cultural

A Gestão Cultural no Tribunal de Contas da União (TCU) dedica-se a promover a cultura, fomentar e incentivar o conhecimento artístico e histórico. Seu objetivo é integrar a cultura e o conhecimento à atuação institucional, além de torná-los mais acessíveis à sociedade.

Para isso, o Tribunal conta com o Espaço Cultural Marcantonio Vilaça, que auxilia no desenvolvimento da arte brasileira, além de oferecer acesso gratuito a uma vasta gama de expressões culturais de alta qualidade; e com o Museu do TCU Ministro Guido Mondin, que promove exposições, preserva e divulga a história da Corte de Contas. Também é desenvolvido um programa educativo para facilitar o acesso de estudantes e outros públicos interessados às ações culturais.

Estrutura Organizacional

Instituto Serzedello Corrêa

Escola Superior do Tribunal de Contas da União

Setor de Clubes Sul, Trecho 3, Pólo 8, Lote 3

(61) 3316 5802

www.tcu.gov.br/isc

isc@tcu.gov.br