Prezado usuário, este portal não é compatível com o navegador Internet Explorer ou outros navegadores antigos.

Recomenda-se o uso de versões atualizadas dos navegadores Google Chrome, Microsoft Edge ou Mozilla Firefox.

Auditoria Coordenada em Áreas Protegidas (2ª edição)

idsisdoc_19759920v2-80 - instrucao_processo_02364620187.png

Auditoría (Fiscalización)

Autor:
Tribunal de Contas da União - TCU
Data:
25/06/21
Áreas temáticas:
Turismo Desenvolvimento Meio Ambiente
Palavras-chave:
Preservação ambiental Biodiversidade Conservação de energia Auditoria ambiental Gestão ambiental Unidade de conservação Proteção ambiental
Clientela:
Ministério do Meio Ambiente ICMBio
Unidades técnicas:
SecexAgroAmbiental Serint

Esta segunda edição da Auditoria Coordenada em Áreas Protegidas (ACAP), realizada entre 2019 e 2020, teve como objetivo avaliar o nível de implementação e gestão das áreas protegidas de países da América Latina, do Caribe e da Península Ibérica, bem como os avanços desses
países para cumprimento da Meta 11 de Aichi, no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), e de metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14 e 15 da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.
As 26 equipes de auditoria participantes, que reuniram mais de 100 auditoras e auditores, avaliaram 2.415 áreas protegidas (APs), das quais 1.028 foram avaliadas na primeira edição da auditoria, realizada em 2014, e que formou a linha de base para as comparações.